top of page
Buscar

Benefícios da aula Mysore


Tradicionalmente, o yoga é baseado na auto-prática. Ao longo da história, as práticas foram passadas de professor para aluno, individualmente. As aulas conduzidas tornaram-se populares em todo o mundo e têm seu papel e lugar, também no Ashtanga, mas em tempos de aprendizado, muitas vezes pode ser visto como uma forma de aprender de “trás para frente”. Depois de iniciar uma prática Mysore, talvez seja necessário desaprender muitas coisas e conceitos que você pensava conhecer das aulas guiadas e conduzidas.



Aqui estão algumas razões pelas quais entrar em uma aula Mysore e criar uma auto-prática é uma boa ideia, independentemente de quão assustador possa parecer à primeira vista:

  • A forma não serve para todos. Somos todos diferentes e, portanto, nenhuma aula guiada pode atender às necessidades de todos. Nas aulas conduzidas em ritmo acelerado, as pessoas acabam fazendo posturas para as quais não estão prontas, com pouca ou mínima instrução, o que, por sua vez, causa muitas lesões, frustrações e mal-entendidos. Na aula Mysore, você progride suavemente no seu próprio ritmo e aprende a abordar a prática com habilidade e paciência.

  • Seu professor abordará você pelo nome. Seu professor irá conhecer sua prática. Você receberá ajustes para orientá-lo a corrigir o alinhamento e aprender novas posturas quando estiver pronto. Se você esquecer algo ou tiver dúvidas, o professor estará lá para ajudá-lo. Tudo isso ajuda você a melhorar e crescer onde mais precisa.

  • O professor não estará contando a prática para você, mas convidando você a se concentrar e a se ouvir, a avançar em direção à quietude da mente, que é o objetivo final do yoga, afinal. Ao desenvolver uma auto-prática, você aprende de forma lenta e segura a sequencia e desenvolve a capacidade de se concentrar internamente. Isso permite que os aspectos meditativos do yoga se desenvolvam naturalmente.

  • A memorização da sequencia significa que você é o proprietária de sua prática e pode levá-la aonde quer que vá. Você também pode dedicar mais tempo a cosias que precisam de atenção exata e praticar um bom autocuidado, desacelerando quando necessário. Construir independência é a melhor maneira de aplicar tudo o que aprendeu com seu professor. Aprender a ser auto-suficiente e atento, ajuda ao longo do tempo a revelar como aplicar os fundamentos do yoga fora do mat.

  • Você não precisa ouvir ninguém falando e não há música new age ao fundo. A prática é silenciosa, é tudo sobre você e muito pouco sobre o professor. As instruções são práticas e a prática é o seu espaço para exploração e pesquisa. Torna-se uma meditação pessoal em movimento.


A melhor notícia é que qualquer um pode praticar. Nenhuma preparação é necessário, basta começar como você é e ser consistente. Ao enfrentar o desafio de pisar no tapete, lembre-se de que a prática não precisa ser perfeita, não precisar ser super profunda. Só precisa acontecer com bastante freqüência. Como com 10 minutos. Continue respirando. Continue focando. Uma rotina regular cria uma inércia positiva que se dirige para o mat repetidas vezes.


“Com a prática regular, tudo é possível”. Sri K. Patthabi Jois
1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page