top of page
Buscar

A arte da respiração: o Ashtanga Yoga como uma prática mais profunda e transformadora

No Ashtanga Yoga, a respiração transcende a mera necessidade fisiológica, tornando-se um pilar fundamental da prática. Através da respiração com som, o praticante se conectar à sua essência, aprimorando a concentração, a resistência e a fluidez dos movimentos.


Mas por que a respiração nasal é tão importante?


Ao contrário da respiração bucal, que é rápida e superficial, a respiração nasal oferece uma série de benefícios que elevam a experiencia do yoga:


1. Filtragem e aquecimento do ar: o nariz age como um filtro natural, removendo impurezas e aquecendo o ar antes que ele chegue aos pulmões. Isso protege o sistema respiratório de doenças e prepara os pulmões  para uma absorção mais eficiente do oxigênio.


2. Estimulação do sistema nervoso parassimpático: a respiração nasal ativa o sistema nervoso parassimpático, responsável pelo estado de relaxamento e descanso. Isso reduz o stress, a ansiedade e a frequência cardíaca, criando um ambiente propicio para a concentração profunda e a meditação.


3. Aumento da concentração: a respiração nasal estimula o fluxo sanguíneo para o cérebro, aprimorando a concentração e a clareza mental. Isso permite que o praticante se conecte com os seus movimentos com mais precisão e consciência.


Respiração bucal: um hábito prejudicial


Embora pareça inofensiva, a respiração bucal, especialmente durante a prática de yoga, pode trazer diversas consequências negativas, como:

- Diminuição da oxigenação: a respiração bucal reduz a absorção de oxigênio, prejudicando a performance física e mental.

- Desidratação: a respiração bucal resseca a boca e as vias aéreas, aumentando o risco de doenças respiratórias.

- Tensão muscular: a respiração bucal pode causar tensão muscular no pescoço e nos ombros, gerando desconforto e dor.

- Dificuldade de concentração: a respiração bucal dificulta a concentração, devido à menor oxigenação cerebral.





Respiração com som: a essência do Ashtanga Yoga


No método, a respiração sussurrante é fundamental para a prática. Essa técnica consiste em contrair levemente a glote (abertura na parte posterior da garganta) durante a inspiração e a expiração, criando um som suave e sibilante.


Esta respiração proporciona diversos benefícios:

- Aumenta da concentração: o som da respiração atrai a atenção da mente para o momento presente, aprimorando a concentração.

- Aquecimento interno: a contração da glote gera calor interno, aumentando a energia e a vitalidade do corpo.

- Fluidez dos movimentos: esta respiração cria um ritmo constante, sincronizando-a com os movimentos das posturas, tornando a prática mais fluida e harmoniosa.

- Aumento da força muscular: a contração da glote envolve os músculos abdominais, fortalecendo o core e aumentando a força muscular.


Dominando a técnica: respiração + bandhas


Para aprofundar ainda mais os benefícios da respiração com som, o Ashtanga Yoga utiliza a técnica dos bandhas, contrações musculares que canalizam e intensificam o fluxo de energia vital (prana) pelo corpo. Os principais bandhas utilizado são:

- Mula Bandha: contração do períneo, direcionado a energia para cima.

- Uddiyana Bandha: elevação do diafragma, criando espaço na cavidade abdominal.


Combinando a respiração com os bandhas, experimentamos um estado profundo de concentração, calma e conexão com nossa essência.


Lembre-se sempre, a respiração também é uma jornada de descoberta e aperfeiçoamento. Com prática regular e orientação de um professor qualificado, você poderá dominar a respiração do método e transformar sua experiencia com o yoga em uma experiencia ainda mais profunda, transformadora e enriquecedora.


Namastê!


por Fernando Salvatori, professor e fundador do Yama Yoga.


Referências:

Ashtanga Yoga: La Guía para la Práctica (Manju Jois, 2002)

Light on Yoga (B.K.S. Iyengar, 1966)

The Heart of Yoga (T.K.V. Desikachar, 1999)

Ashtanga Yoga Research Institute (https://www.ashtangayogamysore.net/)

41 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page